Responsabilidade Social

Lutar pelos interesses

Lutar pelos interesses

Depoimentos - Vera Lucia Pinto Fonseca



Data do Diagnóstico


Dia 21/11/2014 -20:30hs - 6ª feira. Esse dia nunca será esquecido. Será lembrado sempre como "O MARCO" para uma nova vida, vida essa com novos ideais e novos valores. Na tarde desse dia, fiz um exame de "Ressonância Magnética", o último, depois da mamografia e US de mama. O laudo só ficaria pronto na semana seguinte, pedimos então para o médico responsável adiantar o resultado, uma vez que já estávamos um pouco preocupados.


Um pouco da minha História

Lembro-me bem, eu estava pronta para sair prá jantar com meu marido, meu irmão e minha cunhada, quando o telefone tocou...meu marido atendeu, mas só pelas respostas dele, eu já percebi que havia algo "ERRADO" com meu exame. Ele desligou o telefone, me abraçou e disse: - querida, é câncer...dois nódulos pequenos no quadrante inferior da mama direita. E eu, já em lágrimas, perguntei: - e agora??? - E ele disse: - vamos lutar juntos, com todas as forças.

Fiquei parada, estática, pensativa, triste....a tristeza tomou conta de mim.

Meu irmão e minha cunhada, companheiros queridos de todas as horas, vieram até minha casa nesse momento único de desespero e dúvidas.

Passei a madrugada toda pensando como seria meu tratamento, onde eu iria buscar ajuda, qual médico, qual hospital, quais medicamentos e seus efeitos. O que iria acontecer comigo, na minha vida, no meu trabalho, na minha rotina...MEUS FILHOS???? Como contaria para eles? Será que entenderiam a gravidade da doença?

No dia seguinte, sábado, repeti os exames de US e mamografia, na esperança de que aquele telefonema estivesse "ERRADO". Mas, lá estavam 2 nódulos, que não eram palpáveis. Fui tomada novamente por uma tristeza profunda, mas meu querido marido, tentando me apoiar, começou a agilizar tudo. Nesse mesmo dia, já fiz outros exames de imagem com receio de metástase, mas, graças a Deus, não tinha.

Na segunda feira, fiz a biópsia e mais uma vez, a confirmação: "CÂNCER". Já com consulta marcada com o mastologista, seguimos para São Paulo e, no caminho, uma parada em Aparecida do Norte. Precisava pedir a benção da Mãe Santíssima; eu queria a sua companhia.

Na semana seguinte, já fui operada e já tive a mama reconstituida. Num primeiro momento, meu médico disse que não seria necessário fazer a quimioterapia, só a rádio, o que me deixou muito animada. Mas na semana seguinte, fui informada que foi encontrado MICROMETÁSTASE no gânglio de sentinela, o que tornaria necessário sessões de quimioterapia também.

Disse que os dois tumores eram novos, pequenos, porém agressivos. Lembro-me bem que essa notícia me tirou o chão, me abateu demais. Isso era 15 de dezembro, mas nunca desanimei e, com muita fé em Deus, consegui um feito enorme: recém operada, fiz o natal em minha casa e consegui reunir todos meus irmãos, coisa que não acontecia há 14 anos, desde o falecimento de nossa querida mãe. E mais, fui passar o reveillon no nordeste, com familiares. Só mesmo Deus prá me ter dado toda essa força.

Era janeiro de 2015, passei pelo oncologista e já fiz a primeira sessão de quimioterapía. O tratamento seria de 6 químios iniciais, mais pesadas e continuaria com mais 13 químios mais fracas....tudo de 21 em 21 dias. E também 33 sessões de radioterapia. Um tratamento bem pesado, que levaria mais de um ano.

Nessa hora, ví que precisaria ter muita força prá suportar tudo, desde os efeitos colaterais até a total queda de cabelo. Poderia ter dores fortíssimas no corpo, assim como feridas, úlceras em minha boca. Aí sim, entendi que ninguém passaria tudo isso por mim...seria eu, VERA, com a ajuda de Deus que teria que suportar tudo.

Sou engenheira, completamente leiga no assunto, mas tenho do meu lado, um médico, uma pessoa maravilhosa, meu marido. Ele foi meu esteio, minha força, meu tudo. Tenho também 3 filhos maravilhosos que moram em São Paulo. Um deles é médico e acho que, por essa razão, foi o que mais sofreu junto comigo.

Minha vida "PAROU", passei a viver pela doença, para o câncer...doença que nos invade e transforma nossa vida, de um dia para o outro. Ví que seria muito mais fácil se eu aceitasse essas mudanças...era hora de lutar, ser forte, acreditar e vencer.

Fiz a primeira sessão de químio e passei "MUITO MAL", mas meus cabelos ainda estavam ali. 21 dias depois, na 2ª sessão, eu já não os tinha em minha cabeça. Eu estava "CARECA". Uma dor terrível, um sofrimento inexplicável, uma profunda tristeza. Mesmo triste, eu via que precisava continuar, que a doença tinha que acabar e a "FORÇA" ressurgia dentro de mim. Aos poucos, a ausência do cabelo deixou de me machucar e as químios continuavam. Eu continuava sofrendo, porém sempre forte, com muita fé em Deus e Nossa Senhora. Muitos familiares e amigos rezando por mim e eu, tenho certeza, que foram essas orações que me ajudariam a suportar todo o sofrimento causado pela químio; essas orações me fortaleciam dia a dia.

Pude contar também com a ajuda, com o carinho, com todo amor, amor esse muito grande do meu marido, fiel companheiro, sempre presente, que chegou muitas vezes a colocar "comida" na minha boca, pois não tinha forças nem prá isso.

Hoje é um dia muito especial prá mim, que fiz minha última sessão de radioterapia, a 33ª...UMA VITÓRIA!!!! Graças a Deus!!! Ainda faltam 8 sessões de quimioterapia, mas todo dia quando acordo, dou graças a Deus de estar tão bem e tão forte, com exames, praticamente, "NORMAIS".

Estou há quase 9 meses lutando, vivendo um dia de cada vez e cada dia me sentindo de uma forma. Dias bons e outros nem tanto. Mas, o que importa, é que luto todo dia...sei que Deus está comigo e Ele me quer "CURADA".


Razões do Coração

Onde busco forças??? Pensei muito e conclui: -preciso ainda viver muito prá poder dar "muitas alegrias" e "muito amor" para meu querido marido e para meus 3 queridos filhos. Ví o quanto eles são importantes prá mim, o quanto eles estão presentes em minha vida e o quanto sou responsável pelo bem estar deles. É por eles que eu luto hoje...minha família é tudo prá mim!!! Obrigada Senhor!!!


Ver mais depoimentos

Página inicial Razões do Coração







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a sua participação!